Oferecimento

 

 

 

 

 

Compartilhar na mídia social

Oferecimento

Linha completa para BabeLinha completa para Babe


 Videos


O ressurgimento das barbearias

O ressurgimento das barbearias

 Vocês sabiam que no século XVII e XVIII, os barbeiros eram profissionais que viajavam pelas províncias oferecendo seus serviços que incluíam o corte de cabelo, e os barbeiros eram pessoas extremamente interessantes, pois, além do serviço de barbearia, eles também praticavam o comércio, e toda sorte de serviços rápidos demandados pelas comunidades, incluindo algumas práticas de cura.

 

 

Antes de 1871, muitas pessoas resolviam seus problemas de saúde recorrendo a boticário, cirurgiões-barbeiros, barbeiros, sangradores e curandeiros, os barbeiros também tratavam das espadas dos reis e até das extrações dentárias.

Talvez por isso nas barbearias passaram diversas gerações de homens à busca de um bom corte de cabelo, boa conversa e ajuda para as suas aflições, dúvidas e males, um espaço definitivamente masculino.

 

Porém, com a globalização e o aparecimento de novas técnicas de cortes e aplicações de produtos o barbeiro sentiu-se na obrigação de evoluir e aumentar o seu leque de conhecimentos profissionais, iniciando-se uma devastação desenfreada do profissional da barbearia migrando quase que totalmente para os Cabeleireiros Unissex, chegando em determinado tempo ser o discriminador do profissional Barbeiro. Muitas vezes presenciei renomados hair stylist afirmando “Eu não sou Barbeiro, sou hair stylist”, afirmando claramente que os barbeiros eram profissionais desatualizados.

 

E gradativamente os homens foram perdendo o seu espaço, o seu momento particular para cuidar da própria vaidade, tendo que dividi-lo com as mulheres, nos atuais salões de Beleza Unissex, onde a atenção é quase que totalmente destinada ao público feminino. E como homem confesso, que na maioria das vezes nos sentimos deslocados e completamente distante de nossa “Zona de Conforto”.

 

E foi pensando nisso que alguns empresários do setor idealizaram o retorno deste conceito, apostando e acertando, pois a crescente vaidade masculina é fato e tendo de volta o próprio espaço de beleza o resultado foi obvio. Lucratividade com satisfação.         

 

O resultado desta aposta é tão surpreendente que já existem muitos salões transformando-se em Barbearias e muitos cabeleireiros optando por cuidar exclusivamente do tratamento da beleza masculina, ou seja  os hair stylists agora estão estudando para se tornarem BARBEIROS.

 

E mesmo sabendo das altas quantias que as mulheres deixam mensalmente nos salões de beleza, os agora Barbeiros afirmam que os gastos são bem similares, pois além dos serviços especializados em Barbas e Cabelos, os Barbers Shop, oferecem serviços adicionais que variam desde limpeza de peles, unhas e pés, até opções de lazer como, transmissões de jogos de futebol (ao vivo), sala de jogos e até espaços para drinks e alimentação.

 

 

Este conceito além de necessário, ratificou o resgate da vaidade e liberdade masculina. Certamente hoje, o marido irá pensar mais antes de criticar o tempo que sua esposa perde cuidando de sua beleza nos salões, apostando é claro na valorização da estima e apimentando ainda mais a disputa de quem é mais vaidoso, o homem moderno ou a mulher?

Por Arnaldo Almeida – Redação Portal Guia de Salões.